R E T R O A G I R

Quinta tese — inova — entendimento de suspeição (retroativa) porque quando da sentença condenatória de Lula, proferida pelo então julgador Moro, sequer existia, efetivamente, disputa eleitoral, tampouco, claro, registro de candidatura do Bolsonaro ou qualquer dos seus adversários, muito menos considerada virtual (elevada probabilidade) vitoriosa busca presidencial do ora eleito-presidente, mas, não será novidade ou grande surpresa procedimental do STF acaso acolhimento do invocado a defesa do ex-presidente, portanto, Lula tem chance de ser solto a partir desse julgamento na seção prevista para esta terça-feira (04/12/18):

🇧🇷 Lula questiona a ida de Moro ao governo Bolsonaro, os advogados do paciente afirmam que “Sérgio Moro é parcial para julgar Lula pois faz parte do governo de seu maior adversário político”.

👨🏻‍⚖ A 2ª turma do STF, composta por 5 juízes (ministros), dos quais 3 simpatizantes, publicamente, da proposta de liberação de Lula, ou seja, concessão do reiterado pleito do habeas corpus.

🇧🇷 Quem viver verá (e veremos)!

João S. Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *