BURACO-NEGRO

À bala resolvem-se (e dissolvem-se) diferenças, próprio de gente que aprecia selvageria como lutas físicas (“MMA”/”UFC”), espetáculos estrelados por “gêneros” diversos, e mais capítulos, com o mesmo fundo-musical de composição, literalmente, medíocre apresentar-se-ão para desfruto da “galera” induzida e conduzida à imersão.
Desandar de causa consciência ou desatino inclui-se “universitários” que se arvoram na defesa da progressividade dos descaminhos!
João S. Souza

CULPO a CEGONHA

BRASIL​ (piada pronta de maugosto), ​indivíduo flagrado​ em gravações, áudios e vídeo, como  “tem que ser um (Fred, o primo do mesmo) que a gente mata ele antes de fazer delação”, ​além de afirmações judicial e pública do pagador das propinas​ (mala com R$500 mil e compra de prédio em BH), ​Joesley​ (preso passageiramente), ​que jamais negara sua participação nos crimes mortais contra o mesmo POVO que, segundo notícia (“ESTADÃO”), votará no indigitado acaso candidatura à reeleição em outubro vindouro:​

“Quase um ano depois de ser gravado pelo empresário Joesley Batista, do Grupo J&F, pedindo R$ 2 milhões para pagar advogados, e ser denunciado no Supremo Tribunal Federal por corrupção passiva e obstrução da Justiça, o senador tucano Aécio Neves voltou a percorrer Minas Gerais com o objetivo de renovar seu mandato no Senado por mais oito anos.
Seu projeto político, porém, enfrenta problemas de todos os lados. Sofre resistência dos dois principais candidatos de oposição ao governador Fernando Pimentel (PT): Márcio Lacerda (PSB) e Rodrigo Pacheco (MDB)“.

João S. Souza

FALAR não por COTOVELOS

Azeredo,  ex-tudo em Minas, condenado a 21 anos de prisão — espera, mansamente, o julgamento do seu recurso –, que, através da sua manobra (renúncia ao mandato de deputado federal), resultará, certamente, nos próximos e breves meses do corrente ano, a pretendida prescrição da pena por antiguidade (alcançará 70 anos), igualmente seus parceiros de ‘MENSALÃO’ e beneficiários do idêntico perdão-legal, são os senhores Clésio Andrade e Valfrido Mares Guia.
Assim, pelo que sei, o indigitado e dito político, em sua longa carreira de transgressor, obteve somente duas únicas condenações definitivas em processos judiciais (Ação Popular por improbidade e outra Rescisória) por minhas exclusivas iniciativas, mediante árduos e duradouros trabalhos (1992 a 2008), nas qualidades de pretenso-cidadão e Advogado — desprendido de interesses financeiro e econômico —, por honra e glória da moral e dos bons costumes desta carcomida nação!

“JUSTIÇA TARDIA É JUSTIÇA NEGADA”  (Pres. Suprema Corte dos EUA).
João S. Souza

SUPRESSÃO, TAMBÉM, da GEOGRAFIA no ENSINO?

Extinções (fatos) de ensinamento e exercício da Língua (Português), não será (é) difícil constatar esse horror a partir da ausência de habilidade razoável na emissão de “notas” através da FALA, inclusive e principalmente demonstrados por usuários-profissionais​ de microfones (rádio e tv), cujo “vocabulário” resumido, praticamente, em poucas expressões (“ao longo”; “acaba/acabar/acabou”; “segue” — corpo-velado, estádio,  logradouro etc.), feitura da apresentadora (Renata Lopreti) do “Jornal da Globo” —  00:10h, “ACABOU de TERMINAR…” e  a âncora (Fabíola Sidral) do “Jornal da CBN (06:42h), “… A VÍTIMA  ACABOU NÃO RESISTINO E ACABOU MORRENDO”, ambos pronunciamentos em 10/03/18. Apenas um resumo  exemplificativo da submersão cultural, a real  miserabilidade  à espera de melhoria gratuita ou milagrosa!
João S. Souza