MINAS GERAIS

Pródiga em fomentar, “silenciosamente”, absurdos, são incontáveis fatos. A proclamação de CONFINS padrão (físico e logístico) aeroporto internacional, a “operar” com única pista de pouso e decolagem’, basta-lhe o defeito numa aeronave à interrupção da principal atividade,  neste dia (20/12/18), por faltas de equipamentos e peças à reparação e à retirada do avião do local onde pousou, forçadamente, avariado.
Essa “concessionária” BH Air Port, beneficiária de monipólio (exclusividade de exploração) propaga (anuncia) no rádio e tv  excelente eficiência que, comprovadamente, não possui, tão-somente objetiva impedimento do pretendido retorno de operações no Aeroporto da Pampulha com situação mais próxima da localização da grande parte de passageiros e/ou usuários do transporte aéreo.
João S. Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *