Monthly Archives: Agosto 2016

BESTIALIZAÇÃO

 João S. Souza

ACABA/VAI/ENTRA DENTRO/AÍ/PRA PODER/SAI FORA/SEGUE/A GENTE

                                                                                                                                                    João S. Souza
Eis, em resumo, o “vocabulário” dos agentes-midiáticos-falantes registram dia inteiro e todo tempo, especialmente nas ‘transmissões’ radiofônicas e televisivas das disputas olímpicas produzidas no Brasil, por exemplo, assisti na TV BAND a ‘prova classificatória’ do hipismo (19) e não consegui computar ‘quantum‘ o comentarista-especial da emissora pronunciou “acaba/acabou“, isto, sem que eu notasse extermínio de qualquer cavalo, cavaleiro ou amazonas, pois, graças a Deus, todos animais e seus montadores sãos e salvos, para menor desonra do Esporte, que esses desmedidos portavozes produzem, sem cerimônia, além de sequer apresentarem mea-culpa.
Indagação, suponho pertinente: quais eventuais exigências (curriculum) antes da entrega de microfones a esses contratados?
Diploma-acadêmico desnecessário, claro, mas, aptidão?

TRISTE REALIDADE

                                                                                                                                            João S. Souza
Ouvi pronunciamento (resposta à mídia) da goleira (estudante) do  time handball de Angola — África, também ex-colonia portuguesa — e notei diferença quilométrica entre a  linguagem praticada entre angolanos e brasileiros, a começar pela qualidade desses  indivíduos (ambos os sexos e “opções sexuais”) que se instituem “jornalista”, “repórter” (apresentadores  de rádio e TV), isto, para não citar falas de atletas, especialmente jogadores de futebol e, praticante, tudo mais esportivo, como se exercícios-físicos correlatos a burrice, pois,   são atitudes desastrosas e destruidoras do idioma Português, chamado de língua-pátria, ou seja, quase nada adianta  nacionais-tupiniquins frequentarem  Escola algumas poucas horas semanais, enquanto todo restante do tempo sofre perfurantes bombardeios de impropérios lançados aos nossos vencíveis  tímpanos

VOTO NULO

João S. Souza

Opto por VOTO NULO, desde 2002, contudo, acaso decidas eleger alguém como  “representante” nas eleições vindouras,  necessário antecedentes indagações:
VOCÊ É CANDIDATO? Que bom, estou a procura de um bom candidato para votar. QUAL TUA FORMAÇÃO ACADÊMICA? TENS EXPERIÊNCIA EM ADMINISTRAÇÃO? És detentor de renda suficiente para não precisar da política como  sobrevivência e/ou enriquecimento? sabes qual a função de vereador e de  prefeito? Dirigiste alguma empresa, entidade civil ou militar? Qual tua grau  experiência em humanas e exatas? Qual teu nível de conhecimento da constituição Federal? Conheces a Lei orgânica do Município? Tens autonomia para votar  conforme  desejo da população e reais necessidades do município ou estás subordinado a interesses partidários?
Após análise apurada decidas em quem VOTAR! (Eleitor)